quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O Fogo Não Pode se Apagar - Final


"O Reino dos céus será, pois, semelhante a dez virgens que pegaram suas candeias e saíram para encontrar-se com o noivo. Cinco delas eram insensatas, e cinco eram prudentes. As insensatas pegaram suas candeias, mas não levaram óleo. As prudentes, porém, levaram óleo em vasilhas, junto com suas candeias. O noivo demorou a chegar, e todas ficaram com sono e adormeceram. À meia-noite, ouviu-se um grito: 'O noivo se aproxima! Saiam para encontrá-lo!' Então todas as virgens acordaram e prepararam suas candeias. As insensatas disseram às prudentes: 'Dêem-nos um pouco do seu óleo, pois as nossas candeias estão se apagando'. Elas responderam: 'Não, pois pode ser que não haja o suficiente para nós e para vocês. Vão comprar óleo para vocês'. E saindo elas para comprar o óleo, chegou o noivo. As virgens que estavam preparadas entraram com ele para o banquete nupcial. E a porta foi fechada. Mais tarde vieram também as outras e disseram: 'Senhor! Senhor! Abra a porta para nós!' Mas ele respondeu: 'A verdade é que não as conheço!’ Portanto, vigiem, porque vocês não sabem o dia nem a hora! ” (Mateus 25: 1-13).

Nessa parábola vemos que não existe diferença das virgens prudentes e das insensatas. Todas elas estavam esperando o noivo; todas levaram suas candeias; todas aguardavam o noivo ate a ultima hora. Nenhuma delas imaginou que o noivo iria demorar. A única diferença vista é que as prudentes levaram óleo extra. Mesmo não sabendo se o noivo chegaria logo ou não.

Nós, como Noiva de Cristo, não sabemos quando o noivo ira chegar. Temos uma única promessa, mas não sabemos quando isso ira acontecer. Sabemos como mundo estará nas vésperas da vinda do Noivo (Jesus).

O noivo demorou a chegar, fazendo com que as virgens esperassem mais do que haviam planejado. O óleo começou acabar fazendo com que as chamas apagassem. A espera foi tão cansativa que todas elas caíram no sono (Mt 25:5).

O óleo na Bíblia é representado pela a unção. O Senhor tem derramado uma unção nas nossas vidas. E essa unção é adquirida pela oração e intimidade que temos com Ele. As provações, lutas, vitórias e conquistas fazem com o essa unção se multiplique nas nossas vidas.

Muitas vezes pensamos que tudo que já passamos é suficiente para nosso ministério e vida. A experiência que tivemos; as orações de madrugada; as renuncia que fizemos; as lutas e vitórias com conquistamos é o bastante para que Deus conclua a obra que Ele começou em nós.

Foi exatamente esse tipo de pensamento que as insensatas tiveram. Elas pensaram que o óleo que estavam levando era suficiente para a chegada do noivo. Não levando óleo em vasilhas (Mt 25:3).

Por estar tarde da noite (meia noite) a chama de todas estavam se apagando. Tanto das prudentes como as das insensatas. Mas o que fez a única diferença na vida delas foi à maneira de pensarem. As prudentes não pensaram como as insensatas. Mesmo elas tendo a quantidade de óleo que as insensatas tinham não se conformaram com aquilo, procuraram óleo a mais para levarem.

Nesses últimos tempos os que farão à diferença daqueles que serve a Deus, os que estão esperando a volta de Jesus, serão aqueles que levarem óleo em vasilhas.

Jesus disse que nos últimos dias o amor de muitos iria se esfriar (Mt 24:12). E isso tem acontecido nas nossas vidas. Se olharmos para os ministérios a que pertencemos vemos o tanto como nossa motivação pregar as boas novas tem se esfriado. Vemos o tanto que não estamos mais empolgados como estávamos há alguns anos atrás. Estamos buscando a presença de Deus não como buscávamos antes. Tomamos a rédea no ministério do qual Deus nos chamou. Usamos todas as técnicas que aprendemos no decorrer dos anos, passamos à mensagem da maneira que queremos transmitir. Fazemos com que nos tornemos como a igreja de Laodicéia, morna. Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera fora frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente (Ap. 3:15-16).

Aqueles que estão mornos não dá o seu melhor, deixa as coisas simplesmente acontecerem. Não busca com intensamente a presença de Deus como antes. Fica desânimo tudo ao seu redor. Não sonha com coisas ainda maiores, tudo ser torna algo normal. Os seus planos ocupam o lugar dos sonhos de Deus. Não persevera. Não insisti em lutar por uma causa maior. E principalmente permiti que a sua carne viva e seu “eu” cresça e Ele, desapareça.

Jesus trouxe uma palavra dura para aqueles que iriam viver nos fins dos tempos. Ele afirmou que muitos iriam se esfriar. E a nossa chama tem se apagado, pois o Noivo esta demorando a chegar.

Mas a palavra de Jesus não termina por ai. Ele não fala que aqueles que esfriarem irão para o inferno. Ele conclui dizendo: mas aquele que perseverar até o fim será salvo (Mt 24:13). Jesus traz esperança para aqueles que viverem nesse período de tantas lutas e perseguições.

Si estamos passando por esse momento de esfriamento nas nossas igrejas e ministério, o conselho de Jesus é de continuemos perseverando. Não desistindo do propósito do qual fomos chamados. Continua buscando ardentemente por mais unção. Pois ela ira fazer com que a chama reacenda novamente. O profeta Oséias escreveu certa vez:Conheçamos o Senhor; esforcemo-nos por conhecê-lo. Tão certo como nasce o sol, ele aparecerá; virá para nós como as chuvas de inverno, como as chuvas de primavera que regam a terra.” (Os 6:3). O profeta declara que temos que nos esforçar em conhecer o Senhor. E é através disso que o óleo vem nas nossas vidas, pela nossa intimidade pelo o Noivo.

Devemos buscar a Deus mais do que já buscamos em toda a nossa vida. Mesmo que seja preciso deixar de ensaiar para as ministrações, para estarmos orando como um corpo de Cristo.

Não importa o tanto que você buscou Deus na sua vida ou o tanto de coisas que renunciou. Quem te garante que o óleo que você tem em suas mãos é o suficiente para a chegada do Noivo.

Ore, busque, jejue, interceda. Pois a vinda do Filho do Homem esta mais próxima do que imaginamos. Encha seus vasos de olhe extra, porque É MELHOR SOBRAR DO QUE FALTAR.

Mélodi Modesto Campos

BSB-06/10/2010

Um comentário:

  1. Mto profunda essa verdade minha amiga!

    Temos que estar preparados!

    =]

    ResponderExcluir