segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A Humildade em Forma de Servo

Humildade



Filipenses 2:3-11

Nada façam por ambição egoísta ou vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz! Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.


SE HUMILHAR....

Temos hoje uma definição muito erronia dessa palavra: HUMILHAÇÃO. Pensamos que se humilhar tem haver em fazer algo que ninguém quer fazer, principalmente se for algo “nojento”, aquilo que todos desprezam e zombam, algo feito sem alegria e prazer. Se pararmos pra pensar, achamos que sinônimo de humilde é aquele que não assume quem é, não aceita elogios, porem, aceita qualquer coisa para trabalhar e não sabe dizer não para alguém que lhe pediu; e não recebe remuneração pelo que fez.
De uma certa forma, ser humilde requer alguma coisa disso, mas não tudo.
Conforme o dicionário, HUMILHAR significa: Submeter-se; render-se; prostrar-se.

Submeter a que? Render a quem? Prostrar o que?

São essas três perguntas a serem feitas. Conforme a Bíblia fala, devemos submeter à vontade de Deus, render ao Senhor dos senhores e dobrar o nosso ego. Humilhar requer renuncia no nosso eu, vontade, desejos e acima de tudo SERVIR. A humildade anda de mãos dadas com a servidão. Todo servo é humilde.
O verdadeiro servo não se preocupa se ira receber elogios ou aplausos. Mesmo que venha a receber, agradece com um sorri sabendo que toda honra e gloria pertence ao seu Senhor. Ele não reconhece que é melhor do que o outro, sempre considera o seu próximo superior a si mesmo.
É exatamente isso que relata o livro de Filipenses. Paulo fala que não podemos fazer as coisas por egoísmo para nos auto-promover e ser bem sucedido na vida. Porem, tem atitude de humildade, considerando o outro superior a si mesmo (Filipenses. 2:3).
A nossa vontade grita muito mais alto do que a vontade de Deus. Sempre queremos receber aplausos e elogios dos lideres, principalmente se são lideres espiritual.
Querer ajudar o próximo acima de qualquer coisa. Mesmo que não venhamos receber um obrigado, isso está totalmente fora de cogitação. “O importante é eu estar bem com minha vida e meu bem estar. Eu batalhei para alcançar as coisas. O outro que tem que se virar como eu me virei.” São esses tipos de pensamento que temos. Não temos uma preocupação verdadeira com a pessoa que vemos toda semana. Não queremos saber qual são os seus sonhos, projeto de vida, obstáculos que está enfrentado. “Eu ajudar o outro? Sou eu quem esta precisando de ajuda.” Só ajudamos aquele que sabemos que um dia ira nos dar algo em troca.
Jesus se esvaziou da sua gloria para estar no meio daqueles que os desprezavam. Deixou todo o seu reio incorrupto para vir em um reino completamente corrupto. Rejeitou os seus manjares para se humilhar em uma terra que simplesmente O negou. E nós simplesmente queremos ser “deuses”. Tornamos auto-suficientes, não precisamos de ajuda de ninguém, temos o poder de fazer tudo e resolver todos os nossos problemas.
Jesus sendo Deus, esvaziou-se de toda sua gloria e veio em forma de servo. Não a forma de rei, príncipe, general, comandante, rabino ou mestre da lei. Porem veio como um simples SERVO. Nenhum momento queria gloria, aplausos, reconhecimento de outras pessoas. Sempre fazia tudo o que Seu Pai pedia. Além de viver essa vida tão desprezada pelo sistema, morreu como um traidor de sua nação. A pior de todas as mortes. Morte de cruz.
Ser um verdadeiro cristão é tornarmos como Cristo, fazer aquilo que Ele pediu para fazer. Em um determinado momento da vida de Jesus, Ele chegou aos seus discípulos e disse: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me.” (Mateus 16:24) Sua vida é a prova de seu pedido, Ele negou a sua vontade para fazer a vontade do Pai (Mateus 26:39). E carregou a cruz em favor de toda a humanidade, se humilhando ao ponto de morrer em uma cruz de madeira.
Devemos fazer como Cristo. Nos humilhar ao ponto de esvaziar todo nosso ser, assumindo a forma de servo, ajudando o próximo. Nosso ego e vontades devem ser negados por nós todos os dias. Devemos nos preocupar mais com aqueles que encontramos toda a semana. Será que preocupamos tanto com eles ou simplesmente falamos se estar tudo bem porque é um meio educado de cumprimentamos as pessoas?
O propósito de Cristo não era de receber alguma honra ou gloria. Ele fez tudo isso para glorificar o nome do Pai (Filipenses 2:11b), e Pai o exaltou por ter O glorificado.

Temos nos humilhado ao ponto de Deus ser exaltado ou nós somos exaltados e Deus humilhado?

Humilhe-se em forma de Servo

Quem quiser após mim negue-se a si mesmo
Quem quiser me seguir tome a sua cruz
Dia após dia negue-se a si mesmo
Dia após dia tome a sua cruz
Quem quiser após mim negue-se a si mesmo
Ainda existe uma cruz pra você carregar
Não se deixe enganar a porta é estreita
O caminho é ardo pra você trilhar
Não se deixe enganar, ainda existe uma cruz
Ainda existe um preço apagar
Quem achar a sua vida a perderá
Quem perder sua vida por amor de mim a encontrara
Dia após dia negue-se a si mesmo
Dia após dia tome a sua cruz
Quem perder sua vida por amor de mima encontrara
Ainda existe uma cruz, ainda existe um morrer
Ainda existe uma cruz, uma batalha a vencer
Ainda existe uma cruz

Mélodi Modesto Campos

15/10/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário